Outubro - mês do idoso



AS NAÇÕES UNIDAS, PROCLAMARAM O DIA 1 DE OUTUBRO COMO O DIA INTERNACIONAL DO IDOSO E O DIA 28 DE OUTUBRO COMO O DIA MUNDIAL DA TERCEIRA IDADE. ESTA FOI A FORMA ENCONTRADA PARA CHAMAR A ATENÇÃO DO MUNDO PARA A SITUAÇÃO FINANCEIRA, SOCIAL E AFECTIVA EM QUE VIVEM AS PESSOAS DESTA FAIXA ETÁRIA. APENAS UMA PEQUENÍSSIMA PARCELA DA POPULAÇÃO IDOSA, AUFERE DE RENDIMENTOS SUFICIENTES PARA LEVAR UMA EXISTÊNCIA MINIMAMENTE ACEITÁVEL. A MAIORIA, INFELIZMENTE, PASSA BASTANTES DIFICULDADES, COMPETINDO AOS FILHOS SUPRIR AS NECESSIDADES ECONÓMICAS DOS PAIS QUANDO ESTES ATINGEM UMA IDADE AVANÇADA E, SOBRETUDO, DISTRIBUIR-LHES CARINHO IDÊNTICO ÀQUELE QUE DELES RECEBERAM ENQUANTO FORAM JOVENS. AS CRIANÇAS, POR SUA VEZ, DEVERÃO RESPEITAR E VALORIZAR O PAPEL DOS AVÓS NA VIDA FAMILIAR. SOCIALMENTE, NADA HÁ MAIS TRISTE QUE ABANDONAR IDOSOS EM LARES, NÃO PERMITINDO A COOPERAÇÃO E A PARTILHA DE SABERES ENTRE AS DIFERENTES GERAÇÕES. CONTA-SE QUE, HÁ MUITOS ANOS, NUMA TERRA LONGÍNQUA, SEMPRE QUE ALGUÉM ATINGIA UMA IDADE AVANÇADA, O SEU FILHO ENTREGAVA-LHE UM COBERTOR E ABANDONAVA-O NUM MONTE, ONDE FICAVA A AGUARDAR A MORTE. CERTO DIA, UM IDOSO, AO CHEGAR A SUA VEZ DE SER DEIXADO NO REFERIDO MONTE, DEVOLVEU O COBERTOR AO FILHO, DIZENDO-LHE: "FICA COM ELE, ASSIM JÁ TERÁS DOIS COBERTORES PARA TE AQUECERES QUANDO TAMBÉM CHEGAR A TUA VEZ DE PARA AQUI VIRES". SÓ ENTÃO, O FILHO SE APERCEBEU DE QUÃO TERRÍVEL ERA AQUELE COSTUME E TROUXE O PAI DE VOLTA AO SEIO FAMILIAR. ASSIM, E A PROPÓSITO DESTAS DATAS MUITAS ENTIDADES JÁ DESENVOLVEM INICIATIVAS DURANTE O MÊS DE OUTUBRO TOTALMENTE DEDICADAS À POPULAÇÃO SÉNIOR, DEMONSTRANDO QUE ESTA COMUNIDADE É CADA VEZ MAIS RSPEITADA E MAIS VALORIZADA. O BOLETIM DO CENTRO TAMBÉM NÃO QUIS DEIXAR DE ASSINALAR ESTAS DATAS, E PARA TAL APRESENTA NA PÁGINA SEGUINTE UM PEQUENO TEXTO, QUE “OBRIGA” A ALGUMA REFLEXÃO POR PARTE DAQUELES QUE LEÊM, POIS AO FIM E AO CABO A VELHICE É UM PROCESSO INEXORÁVEL E INERENTE À CONDIÇÃO HUMANA, DO QUAL NÃO CONSEGUIMOS FUGIR ...

Acerca de mim

A minha fotografia
Monchique, Marmelete, Portugal
Potenciando a efectivação de um acompanhamento do envelhecimento construtivo e activo, o Centro de Dia de Marmelete, consiste numa resposta social de apoio à população idosa da freguesia de Marmelete, incidindo a sua dinâmica institucional para colmatar as demais necessidades e/ou problemas de cariz sócio-demográfico. O Centro de Dia de Marmelete comporta as valências de Serviço de Apoio Domiciliário e Centro de Convívio. Conta com o apoio de 170 associados, entre os quais 16 encontram-se inseridos no Serviço de Apoio Domiciliário e 40 no Centro de Convívio.

Seguidores